A formatura está chegando? Inspire-se nos melhores discursos do ano!

Olá, Speakers! Tudo bem com vocês?

Quando falamos em final de ano, as pessoas imediatamente pensam no Natal e no Reveillon, não é? Mas, para muitos universitários, essa época traz outra celebração super importante: a formatura!

Muita gente não sabe, mas nem todos os países do mundo celebram o fim da graduação como o Brasil, com direito à festa, colação e tudo o que vem no pacote. Em outros lugares, as comemorações são muito mais discretas, sem becas ou togas, por exemplo.

Nos Estados Unidos, as formaturas também são celebradas em grande estilo. Um dos momentos mais especiais é a hora do discurso. Lá, é muito comum que as universidades convidem alguém famoso para discursar, dando “boas vindas” aos recém-formados para as suas futuras profissões.

Se você acompanha as nossas conversas aqui na The Speaker, já sabe que a cultura norte-americana entende a oratória e a comunicação de uma forma bem mais intensa que nós, brasileiros. E os discursos de formatura são um desses exemplos em que a oratória é fator determinante na vida dos americanos.

Alguns dos discursos mais famosos do mundo foram feitos em formaturas norte-americanas, como os de Steve Jobs e os de Barack Obama. Outras personalidades também já discursaram nessas celebrações, entre eles Meryl Streep, JK Rowling e até o Bono.

No Brasil, essa tendência de convidar uma personalidade para discursar tem ganhado bastante espaço, mas, na maioria das faculdades, os discursos principais acabam ficando a cargo dos professores e do aluno escolhido pela turma para ser o orador.   

Se você é o orador da turma, o professor convidado ou se quer aprender mais sobre oratória neste finalzinho de ano, vale muito a pena conhecer alguns discursos que marcaram 2017 e começar a se inspirar! Separamos dois deles. Vamos lá?

Mark Zuckerberg na faculdade de Harvard

Em maio desse ano, o “pai” do Facebook (e de muitas redes sociais espalhadas pelo mundo) voltou à sua antiga faculdade: Harvard. Zuckerberg nunca chegou a se formar e, nessa ocasião, recebeu um diploma honorário.

O discurso de Zuckerberg se espalhou rapidamente pelas redes sociais. E não é (só) porque ele é o chefe dos chefes nessas redes, mas porque o discurso foi bastante inspirador!

Ele usou algumas das técnicas mais importantes da oratória atual: fez uma introdução interessante, desenvolveu suas ideias através da storytelling (contando uma história) e encerrou de uma forma envolvente.

Durante a fala, colocou a si mesmo como o personagem central da história, compartilhando experiências, sem medo de expressar o que essas lembranças causam nele. O humor foi uma das técnicas discursivas mais evidentes em toda a fala, desde a introdução.

O discurso foi longo, mas bem planejado, sem repetições excessivas ou trechos sem sentido. Para cada ideia, Zuckerberg trazia um personagem com quem o público – no caso, os formandos e convidados – poderia se identificar. E essa é uma ótima estratégia a se seguir!

E, para finalizar, apelou para a emoção, incentivando os jovens a se inspirarem e a terem coragem para pensar em “algo maior”. Esse final é muito eficaz, quando pensamos em uma boa oratória, já que a emoção – e, especialmente, a paixão por uma ideia – ajudam muito a ter um bom discurso.

Assista aqui ao discurso completo e inspire-se!

Oprah Winfrey na faculdade Smith College

A Oprah é, hoje, uma das mulheres mais influentes de todo o mundo. Os seus discursos facilmente viralizam nas redes, especialmente pelo grande carisma que a apresentadora tem para falar e se comunicar.

Quando discursou para os formandos da Smith College neste ano, isso não foi diferente. Assim como Zuckerberg, a Oprah fez uma introdução chamativa, começando a contar uma história. Mas não uma história qualquer: ela conta a própria história!

Esse recurso – o de falar de si mesmo – tem vários pontos positivos. O principal é a verdade que transmitimos quando contamos algo que nos aconteceu no passado e nos marcou de alguma forma, o que aumenta as chances de nos conectarmos com nosso público.

Se você pensa em usar essa estratégia, vale a pena tomar cuidado para não parecer arrogante, garantindo que tudo o que você disser terá um propósito. É interessante ter uma regra mental: “Eu conto isso para falar sobre aquilo”. Assim, você não se perde.

A Oprah usou a técnica de ser o seu próprio personagem durante praticamente todo o discurso, mas cada experiência que ela contou serviu como pano de fundo para transmitir uma mensagem sobre algo maior, sobre a verdadeira intenção do discurso.

O final também foi emotivo, parecido ao que Zuckerberg utilizou em Harvard. Nesse momento, Oprah falou mais diretamente aos alunos e ao público, discursando sobre um mundo melhor e sobre como cada um pode chegar até esse mundo.

Conclusões de discurso como essa são muito potentes, porque incitam algo no público, um certo desejo de mudança. Vale muito a pena usar isso na sua formatura!

Além do conteúdo do discurso em si, é interessante prestar atenção na maneira como a Oprah utiliza a sua voz, alternando tons, variando o volume, aplicando silêncios nas horas corretas… Quando for a sua vez de discursar, trate a sua voz com a mesma importância. Ela é um grande instrumento para uma boa comunicação (e um bom discurso!)

Assista aqui ao discurso completo da Oprah.

Os discursos de formatura têm muitas chances de serem emotivos e inspiradores, especialmente porque, quando terminam a faculdade, os jovens sentem entusiasmo por aprender de quem já passou pelas mesmas experiências.

Pensando nisso, se você irá discursar em uma formatura, procure levar um conteúdo que será útil aos formandos. Esse momento será lembrado por eles para sempre, logo, deve ser muito especial, não é mesmo?

Boa sorte e um feliz ano novo para todos os speakers!

 

Fonte:

thespeaker.com.br

Clique para dar sua nota!
Avaliações: 0 - Avaliação média: 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *